ALLOS apresenta primeiro Relatório de Sustentabilidade 2023 pós-fusão e reforça protagonismo ESG no setor - ALLOS
fechar busca

News

ALLOS apresenta primeiro Relatório de Sustentabilidade 2023 pós-fusão e reforça protagonismo ESG no setor

A ALLOS, referência em shoppings na América Latina, acaba de divulgar seu primeiro Relatório de Sustentabilidade com o portfólio integrado após a fusão entre Aliansce Sonae e brMalls. O documento – o primeiro a ser divulgado entre as empresas do segmento – evidencia o comprometimento da companhia com suas metas ESG para 2030, apresentando resultados consistentes em iniciativas de gestão de resíduos, projetos sociais e diversidade.

Um dos destaques é a destinação adequada de resíduos sólidos. Em 2023, mais de 30 mil toneladas deixaram de ir para aterros por meio de reciclagem, compostagem ou logística reversa, de um total de 63 mil geradas pelos shoppings da ALLOS. A meta é alcançar uma taxa de 90% de reciclagem e compostagem em todo o portfólio, replicando boas práticas de shoppings da companhia. O Parque Dom Pedro, em Campinas (SP), por exemplo, não só apresenta um índice de mais de 90% de recuperação dos seus resíduos sólidos, mas também de efluentes, com o reaproveitamento de 90% de toda a água descartada.

“Nós procuramos engajar toda a nossa cadeia de valor para conseguir resultados cada vez melhores, então, fazemos treinamentos recorrentes sobre a destinação correta dos resíduos sólidos com nossos colaboradores, prestadores de serviço e lojistas dos nossos shoppings. Em 2023, conseguimos treinar mais de 12 mil lojistas”, conta Paula Fonseca, diretora jurídica e coordenadora da comissão de ESG.

No pilar ambiental, a ALLOS também se dedica à eficiência energética e ao uso consciente dos recursos naturais. Mais de 80% da energia consumida nos shoppings vêm de fontes renováveis como eólica, solar e hidrelétrica, contratadas no mercado livre. A companhia tem como meta alcançar o uso integral de energia limpa e renovável até 2030, assim como atingir a neutralidade de carbono nas operações até 2040.

No Franca Shopping (SP), por exemplo, há uma usina solar em operação desde 2022, capaz de suprir 100% do consumo de energia das áreas comuns. Os shoppings da ALLOS contam ainda com projetos de eficiência energética focados na automação dos sistemas de ar-condicionado, troca de equipamentos mais antigos por modelos mais eficientes, e substituição de plantas de cogeração por sistemas elétricos.

Em relação à gestão de recursos hídricos, a companhia tem como foco a redução do consumo de água, principalmente a partir da implantação de estações de produção de água de reuso em todos os shoppings até 2030. Hoje, 14 deles operam com essa solução, deixando de captar uma quantidade de água superior a mais de 170 piscinas olímpicas todo ano.

Equidade de gênero e cuidado com as comunidades

Os resultados do censo realizado pela ALLOS em 2023 indicam uma empresa plural: 45% dos cargos de liderança são ocupados por mulheres (a meta é atingir 50% até 2030), enquanto 40,7% deles é composto por pessoas negras. O estudo ainda identificou que 8,9% dos colaboradores são LGBTQIA+.

Já no pilar social, quase 3 mil ações e projetos sociais apoiados pela ALLOS beneficiaram mais de 500 mil pessoas, com investimento superior a R$ 12 milhões. Entre as iniciativas, destacam-se os projetos “Leitura para Todos”, que distribuiu 210 mil livros para crianças em vulnerabilidade só em 2023, o “Empodera Ela”, a parceria com o Instituto Reação e a campanha “De Olho nos Olhinhos”, sobre o retinoblastoma (câncer ocular infantil), promovida em parceria com os jornalistas Tiago Leifert e Daiana Garbin de forma concomitante em 36 shoppings.

O protagonismo da ALLOS na agenda ESG do setor é reconhecido por importantes índices e certificações. A companhia foi a primeira do segmento a integrar o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3) e a divulgar metas públicas de sustentabilidade até 2030. Recentemente, passou a integrar o Índice de Carbono Eficiente (ICO2 B3) e o Índice de Diversidade (IDIVERSA B3).  Em 2023, a ALLOS obteve a melhor avaliação do setor no Carbon Disclosure Project (CDP) e recebeu, pelo segundo ano consecutivo, o selo ouro no programa brasileiro GHG Protocol.

“Nosso primeiro relatório pós-fusão reforça o protagonismo e a consistência da ALLOS na agenda ESG. Seguiremos trabalhando para liderar as transformações do setor, servindo e encantando consumidores e parceiros, e gerando impacto positivo para a sociedade”, ressalta Paula.

Acesse o Relatório de Sustentabilidade 2023 completo:

Relatório Sustentabilidade 2023

Galeria de imagens

Todas as notícias